Oficina “O horror no cinema brasileiro”

  

 

No dia 18 de outubro de 2018 foi realizado no Centro Cultural uma oficina intitulada “O horror no cinema brasileiro” e esta contou com a participação de aproximadamente 30 alunos de diferentes séries da Etec de Santa Rosa de Viterbo que foram acompanhados pelo professor de Artes e também coordenador do Projeto Biblioteca Ativa, João Augusto Pereira.

Na oficina, o palestrante começou com a seguinte pergunta: “Existe filme de terror brasileiro?” Sim, existem filmes de terror brasileiro, desde os mais atuais como Morto não fala (que será lançado em 2019) até o famoso Zé do Caixão.

Na oficina nos foram mostrados vários trailers de filmes de terror, como A presença de Anita, Macumba Love, Boas Maneiras, Animais Cardiais, entre outros.

Acabei descobrindo que há o terror que é nada mais que um filme de terror com a intenção de nos fazer rir. Sim, isso é possível e não dá medo. Nos filmes de terror são usados alguns elementos em exagero para dar esse efeito. Como exemplo, em um deles havia muito sangue e um travesti com uma metralhadora e era a cena mais engraçada, assim como em Macumba Love a maneira que eles realizavam a macumba te fazia rir, pois, a dança era muito divertida, então ao invés de causar medo, você ria dos filmes.

Na oficina foi apresentada uma linha do tempo dos filmes e foi muito interessante. O motivo dessa oficina é nos mostrar que nem sempre os melhores filmes de terror são: A Freira, It, Anabelle, entre outros, também existe cultura brasileira em cima dos filmes de terror. Foi muito interessante, não fiquei com medo, tive uma experiência ótima e espero que tenham mais oficinas desse tipo.

Aluna redatora: Júlia Cristina Pontes Rodrigues – 1º ETIM Administração
Revisão do texto: Coordenadores do projeto Biblioteca Ativa 
Projeto: Revela-ação